Publicado em poesias

Faz de conta / Adalton Miguel e Lia Helena Giannechini

Este vídeo mostra a canção feita com a poesia “LATA D´ÁGUA NA CABEÇA” da autora Lia Helena Giannechini. Contando a história ela nasceu de uma situação vivida dentro de casa, quando o SEMAE de Piracicaba corta a água para fazer reparos e não avisa a população. A água da caixa acabou e ficamos sem água para fazer a comida. O jeito foi emprestar a água da vizinha. E neste momento me ocorreu a lembrança da vida de muitas mulheres que subiam os morros, atravessavam matagais para pegar água com a lata d´água na cabeça.

No nordeste, como conta Hildebrando Menezes, o parceiro do duo nascido desta poesia também confirma, que ainda hoje, no sertão baiano quando passeia pelas terras áridas, encontra as mulheres com a lata d´água na cabeça. O sentimento de desconforto que senti, quando entendi que esta tarefa está destinada as mulheres, pois ninguém teve a iniciativa de ir buscar água para suprir as necessidades da casa. Como esta capacidade de suprir a casa, arrumar ela, limpar, lavar fosse algo que é nato, que vem com o gene da mulher. Tudo isto faz parte de nosso caldo cultural, que deixa a perpetuação de papéis tão arraigados quando as mulheres respondem ás tarefas sem questionar o porquê.

Esta cena também é imortalizada na música de Luiz Antônio e Jota Júnior, cantada no filme “TUDO AZUL” da FLAMA FILMES, por Marlene e dirigido por Moacyr Fenelon. O disco foi gravado na Continental em 25 de outubro de 1951 (matriz C-2778, disco 16509-A), com lançamento em janeiro de 52. Informações retiradas do Youtube, no acervo colocado por “canal de SenhorDaVoz” que tem um dos mais impressionantes acervos da música brasileira.

Ao rever a história nada mais justo do que atualizarmos um pouco este tema, gerando mais uma cria da “LATA D´ÁGUA NA CABEÇA”, Adalton Miguel, compositor premiado em vários festivais e meu parceiro em outra canção “ ENCONTROS”, compõe a canção “FAZ DE CONTA”, com uma modinha, saída lá dos rincões espanhóis, chegando ao Brasil, para mais uma vez colocar a sensibilidade de nossa história em pauta… “FAZ DE CONTA” canta a “LATA D´ÁGUA NA CABEÇA”, numa história que nunca vai ter fim, ao cantar a vida destas brasileiras guerreiras, a identidade brasilis está arraigada em seu mundo, mesmo de longe, pode sentir tudo que vivemos… Ele tem outra música sobre os apagões… Acho que estas parcerias chegam para emprestar á poesia um caldo cultural, que vai dizendo da vida de todas as pessoas que se envolvem numa rede de comunicações que formam o jeito da sociedade brasileira de entender o mundo e devolver esta criatividade tão natural. A modinha “FAZ DE CONTA” trás um pouco desta mistura de povos e sentimentos que o Brasil foi se apropriando e devolvendo em conexões com tantos povos. Obrigada parceiro Adalton Miguel por mais este presente..

Anúncios

Autor:

Lia Helena Giannechini Nasceu na cidade de São Paulo, Brasil. Viveu sua primeira infância no Bairro de Santana, residindo em Santos em sua adolescência, onde estudou no Colégio São José, compondo as primeiras poesias, com a influência de J. G. de Araujo Jorge, nos anos 60. A formação humanista, leva a escolha da profissão de psicóloga. Mora atualmente em Piracicaba, realizando um trabalho como Coaching Social e empresarial, donde nasce a experiência para o livro atual. É autora de um livro de contos, Doido, Eu? Editora clube dos autores, 2012, sobre mendigos e andarilhos, diversos artigos sobre psicologia e o Blog www.alemdooceano.wordpress.com, com todas as poesias e artigosque escreveu. Co-autora do livro Poesias Contemporâneas da Editora Matarazzo,de junho de 2016, com duas poesias inscritas. Sua primeira incursão no mundo das poesias. https://www.skoob.com.br/poesias-contemporaneas-ii-605894ed605932.html Foi convidada por Sylvio Rey Reboledoa ministrar os cursos de introdução ao psicodrama, para lideres comunitários em Cali, Colômbia, pela Casa de Justicia de AguaBlanca, onde recebeu o título de cidadã benemérita em Ginebra, Vale delCauca, pelos serviços prestados à comunidade, que a recebeu de braços abertos em 2010. Já ministrou diversos cursos próprios, como Mitologia Pessoal e a Roda do Zodíaco, Além da Extensão da Mente: Oficina de Criatividade, Mitologia Pessoal – oficina de desenvolvimento humano. Oficina de Coordenação e Desenvolvimento de Grupos, Oficina de Criatividade. Trabalhou como consultora de treinamentos, em empresas como Gerdau e Engebrás. É autora de diversos artigos para o Jornal de Piracicaba de 1985 a 1987. Seu trabalho atual como Coaching prepara o jovem adulto para empreender e transformar seu conhecimento em um negócio próprio, além de desenvolver fases para consolidar as carreiras de jovens profissionais. Seu trabalho com escritora desenvolve projetos com equipes da comunidade. Atualmente faz parte do clube caiubi de compositores, onde alguns parceiros musicam suas poesias, transformando a experiência de letrista, em um processo novo e criativo. Atualmente faz parte do clube caiubi de compositores, onde alguns parceiros musicam suas poesias, transformando a experiência de letrista, em um processo novo e criativo.

2 comentários em “Faz de conta / Adalton Miguel e Lia Helena Giannechini

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s