Publicado em poesias

Fadas e Duendes / Lia Helena e Alvaro Sertano

 

Neste instante mágico,

Rasante ondeiam

Fadas e duendes

eternizando nossos sonhos

 

  Finitos, neste ofuscar

De afago, gélido

Com frenesi mútuo

Do fazer arte

No mundo da imaginação   

 Na ciranda de roda,

Caminho pela praia,

 Atravesso ondas

 Neste mar de fantasias…

 

Duendes e fadas

Trago lá da casa da alma

Para um rodopio

Ao som desta afeição

Na vontade de consolidar

A fantasia versada

 

Alheios, distantes

Teus sonhos se vão

Andrajos em dimensões insondáveis

 … Trazem lembranças

 No reflorescer deste orvalhar

 

 

E no cortejo do olhar

Se apresenta a poeta..

Que nunca pode sonhar..

Nestas dimensões penetrar

 

Em seu universo

Refeito de versos

Nesta temporada de pensar

Carrilhão a desvendar

A vontade de ser

 

 

Impetrar dentro dela  

O dizer o que não se diz..

O sentir que nunca pode ouvir..

Duendes e fadas a convidar..

 

Para o circulo vital

Às dimensões destes eternos personagens

Que celebram ilusões

Embalam os sonhos

De todo aprendiz

Em se tornar como o mestre, poeta

 

 

Delírios em convite, 

Passos, descalços

Amealhados no aqui, acolá…

Fazendo na roda da vida

Um roteiro novo florescer…

 

Versión español

En este mágico instante
Ondean rasantes
Hadas y duendes
Eternizando nuestros sueños

Finitos, en este ofuscar
De cariño (Haciago), gélido
Con frenesí mutuo
De hacer arte
En el mundo de la imaginación

En la rueda de la vida
Camino por la playa
Atravieso olas
En este mar de fantasías

Duendes y hadas
Traigo de la casa del alma
Para un giro
Al son de este afecto
En las ganas de consolidar
La fantasía hecha verso

Ajenos, distantes
Tus sueños se van
Andrajos en dimensiones
Insondables
—traen recuerdos
Al reflorecer de este rocío.

Y en el cortejo de miradas
Se presenta el poeta
Que nunca puede soñar…
En estas dimensiones penetrar

En su universo
Rehecho de versos
En esta temporada de pensar
Carrillón a desvendar

A las dimensiones de estos eternos
Personajes
Que celebran ilusiones
Arrullan sueños
De todo aprendiz
En volverse como el maestro, poeta

Delirios en convite
Pasos, descalzos
Acumulados aquí y allá
Haciendo en la rueda de la vida
Un nuevo guión florecer

Duendes y hadas a convidar..

Para el círculo vital
A las dimensiones de estos eternos
personajes
Que celebran ilusiones
Arrullan los sueños
De todo aprendiz
De volverse como el maestro, poeta

Delirios en convite..
Pasos, descalzos
Acumulados aquí, allá…
Haciendo en la rueda de la vida
Un nuevo guión florecer

Anúncios

Autor:

Lia Helena Giannechini Nasceu na cidade de São Paulo, Brasil. Viveu sua primeira infância no Bairro de Santana, residindo em Santos em sua adolescência, onde estudou no Colégio São José, compondo as primeiras poesias, com a influência de J. G. de Araujo Jorge, nos anos 60. A formação humanista, leva a escolha da profissão de psicóloga. Mora atualmente em Piracicaba, realizando um trabalho como Coaching Social e empresarial, donde nasce a experiência para o livro atual. É autora de um livro de contos, Doido, Eu? Editora clube dos autores, 2012, sobre mendigos e andarilhos, diversos artigos sobre psicologia e o Blog www.alemdooceano.wordpress.com, com todas as poesias e artigosque escreveu. Co-autora do livro Poesias Contemporâneas da Editora Matarazzo,de junho de 2016, com duas poesias inscritas. Sua primeira incursão no mundo das poesias. https://www.skoob.com.br/poesias-contemporaneas-ii-605894ed605932.html Foi convidada por Sylvio Rey Reboledoa ministrar os cursos de introdução ao psicodrama, para lideres comunitários em Cali, Colômbia, pela Casa de Justicia de AguaBlanca, onde recebeu o título de cidadã benemérita em Ginebra, Vale delCauca, pelos serviços prestados à comunidade, que a recebeu de braços abertos em 2010. Já ministrou diversos cursos próprios, como Mitologia Pessoal e a Roda do Zodíaco, Além da Extensão da Mente: Oficina de Criatividade, Mitologia Pessoal – oficina de desenvolvimento humano. Oficina de Coordenação e Desenvolvimento de Grupos, Oficina de Criatividade. Trabalhou como consultora de treinamentos, em empresas como Gerdau e Engebrás. É autora de diversos artigos para o Jornal de Piracicaba de 1985 a 1987. Seu trabalho atual como Coaching prepara o jovem adulto para empreender e transformar seu conhecimento em um negócio próprio, além de desenvolver fases para consolidar as carreiras de jovens profissionais. Seu trabalho com escritora desenvolve projetos com equipes da comunidade. Atualmente faz parte do clube caiubi de compositores, onde alguns parceiros musicam suas poesias, transformando a experiência de letrista, em um processo novo e criativo. Atualmente faz parte do clube caiubi de compositores, onde alguns parceiros musicam suas poesias, transformando a experiência de letrista, em um processo novo e criativo.

3 comentários em “Fadas e Duendes / Lia Helena e Alvaro Sertano

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s