Publicado em poesias

Poetas Del Mundo / Lia Helena

www.poetasdelmundo.com
http://www.poetasdelmundo.com

Estive no I Encontro Anual dos Poetas del Mundo , em São Paulo, na Casas das Rosas, no dia 21 de novembro de 2009.  Criado por Luis Arias Manso, escritor chileno, que teve a coragem de em 2005 fundar um movimento que já se espalhou por 119 países.

“Muito além de um encontro, reunindo importantes nomes da poesia e da literatura, que integram o Movimento Poetas Del Mundo, o evento tem intuito de promover ações que possam despertar a atenção do mercado editorial, buscando deste, respostas que vão desde “o saber porque” da poesia não representar um produto comercial interessante, até os bastidores da mídia, que pouco se interessam em divulgar poetas e poesias”  news/http://noticialiteral.webnode.com/

noticia89394-sao-paulo-poetas-del-mundo/

http://www.poetasdelmundo.com

Casa das Rosas / Jardins/ São Paulo

Este Encontro foi inusitado para minha vida.. Algo que eu nunca pensaria que existisse a um tempo atrás e que eu pudesse participar. Estar no meio de artistas, poetas, escritores consagrados. Conversar, tocar, abraçar, beijar, escutar suas histórias, para mim todas maravilhosas, cheias de energias que transpassam uma vida toda, em prol de um ideal. A principal organizadora ficou doente, estava hospitalizada. Os organizadores estavam sem dormir a três dias. Mas tudo me parecia mágico. Poetas de várias partes do Brasil.

Quando cheguei a impressão era uma reunião formal. Daquelas com diplomas e gente chata falando. Mas logo ao tomar contato com os temas, uma negra falando coisas muito interessantes. Nada de cotas pra negros em universidades, apenas uma educação descente, que ensina e prepara todas as crianças para realizarem suas vocações, aprendendo várias línguas, com um ensino de qualidade. Ela cantou a Marselhesa e eu me lembrei do meu Colégio. Lá nós tínhamos aula de Francês, e cantávamos o Hino da França. Ela é a embaixadora dos poetas Del mundo na França, Diva Pavesi. A partir daí tivemos uma porção de gente se apresentando, cantando, palestras, debates de gente que se preocupa com o mundo, com educação, com sociedade.

Lia, Miguel Rubio e Cecila de Botucatu na Casa Das Rosas / Poetas del Mundo

Fiquei encantada com Miguelzinho da Vila, Miguel Rubio. Ficamos conversando uma hora, sentados na porta das salas. O tempo parecia estar suspenso e eu saboreava tudo como uma criança que entra num jardim desconhecidos. A história de suas poesias, ele foi desfilando sob meu olhar apaixonado, de garota que quer apreender o mundo. Daqui a pouco aparece uma cantora lírica, Aharilda, declamando seus poemas, dizendo que escreve óperas, cada vez foi ficando pra mim uma sensação de que aquele momento valia a pena por uma vida inteira.

Lia / Miguel Rubio Casas das Rosas/ Poetas del Mundo/ nov.2009

Uma mulher corajosa, Janin Mell sentou-se comigo ao café, como fala meu amigo português Gabriel Duarte, e ficamos conversando por mais de uma hora também. Ela com uma história incrível, de dois AVCs, e uma aposentadoria que lhe permitiu escrever, formar sites de relacionamentos, e colocar toda energia pra fora, pra ter sua saúde funcionando tão bem, exemplo que não vou esquecer. 

Os artistas se apresentando no palco, o velho que levantou a galera dançando… tantos textos .. E Branca Tirollo, minha amiga, com sua poesia, linda, apaixonante, forte, causando grande impressão… Todos sem dúvidas grandes artista

E eu arteira me sentindo o máximo de estar no meio de gente grande do ramo, fazendo uma ponte com a minha vida, e a minha produção, pequena, modesta ainda, mas hoje aberta para encontrar seu espaço, e eles grandes poetas com suas trajetórias, suas obras e seus pensamentos, seus entendimentos de mundo.

Casas das Rosas/ Poetas del Mundo/ nov.2009

Alguns artistas que eu conheço não gostam do Psicodrama. Acho engraçado. O método do Psicodrama, veio de Sócrates, lá na antiga Grécia. Resgatado por Jacob Levy Moreno, que começa seus ensaios nos jardins de Viena, brincando com as crianças e contando histórias dramatizadas. Depois fundou o teatro da espontaneidade, e ocupou os palcos. Para fugir da 2ª Guerra, Moreno que era judeu, muda-se para os Estados Unidos, e trabalha em campos de refugiados, com prostitutas nascendo a Sociometria um estudo sobre relações sociais, e uma medida de tipos de vínculos contidos num grupo, estabelecendo qual é a escolha que o individuo tem dentro de um grupo. Mais tarde, com uma companhia de teatro que fazia teatro de improviso, com grande repercussão na mídia. É interessante, como quem é artista não gosta que arte se transforme num meio de cura, ou num projeto de educação.

Casa das Rosasa/ Poetas del Mundo/ nov.2009

Lá nos Poetas Del Mundo, o que vi foi a integração da arte com a educação. Da vivência com a saúde. O que me fez mais uma vez poetar…

 

Amei estar com gente grande..

Neste meio ainda sou uma criança

Que engatinha seus primeiros passos na poesia

Mas quer ser como todos..

Ser GRANDE..

Lia / Miguel Rubio/ Cecilia

E estar no meio do povo que faz.

Que se preocupa com educação e saúde.

Amei o mundo que traça um espectro de paz..

E devolve num canto, num conto

Uma poesia pra contar..

Tudo se tornou algo mágico

Que paira no universo..

Cantando amor, encontro,

Trazendo o riso e a poesia pra se amar.

Num mundo que não quer calar..

Diante de tantos sistemas

Que não deixam gente ser gente..

E não pode seus filhos educar.. 

O mundo de poeta que sabe o que faz..

E fala o que sabe..

Pra todo mundo poder ouvir..

Poetas de cantos..

Poetas de amor..

Poetas de vida..

Todos num canto solitário,

Que agora se encontram..

Pra todo mundo reconhecer..

O que sempre esteve presente em nosso povo

A arte de cantar..

E nela contar todas as nossas dores

Ao mundo que jamais quer calar.

Lia Helena

11/ 2009

 

Anúncios

Autor:

Lia Helena Giannechini Nasceu na cidade de São Paulo, Brasil. Viveu sua primeira infância no Bairro de Santana, residindo em Santos em sua adolescência, onde estudou no Colégio São José, compondo as primeiras poesias, com a influência de J. G. de Araujo Jorge, nos anos 60. A formação humanista, leva a escolha da profissão de psicóloga. Mora atualmente em Piracicaba, realizando um trabalho como Coaching Social e empresarial, donde nasce a experiência para o livro atual. É autora de um livro de contos, Doido, Eu? Editora clube dos autores, 2012, sobre mendigos e andarilhos, diversos artigos sobre psicologia e o Blog www.alemdooceano.wordpress.com, com todas as poesias e artigosque escreveu. Co-autora do livro Poesias Contemporâneas da Editora Matarazzo,de junho de 2016, com duas poesias inscritas. Sua primeira incursão no mundo das poesias. https://www.skoob.com.br/poesias-contemporaneas-ii-605894ed605932.html Foi convidada por Sylvio Rey Reboledoa ministrar os cursos de introdução ao psicodrama, para lideres comunitários em Cali, Colômbia, pela Casa de Justicia de AguaBlanca, onde recebeu o título de cidadã benemérita em Ginebra, Vale delCauca, pelos serviços prestados à comunidade, que a recebeu de braços abertos em 2010. Já ministrou diversos cursos próprios, como Mitologia Pessoal e a Roda do Zodíaco, Além da Extensão da Mente: Oficina de Criatividade, Mitologia Pessoal – oficina de desenvolvimento humano. Oficina de Coordenação e Desenvolvimento de Grupos, Oficina de Criatividade. Trabalhou como consultora de treinamentos, em empresas como Gerdau e Engebrás. É autora de diversos artigos para o Jornal de Piracicaba de 1985 a 1987. Seu trabalho atual como Coaching prepara o jovem adulto para empreender e transformar seu conhecimento em um negócio próprio, além de desenvolver fases para consolidar as carreiras de jovens profissionais. Seu trabalho com escritora desenvolve projetos com equipes da comunidade. Atualmente faz parte do clube caiubi de compositores, onde alguns parceiros musicam suas poesias, transformando a experiência de letrista, em um processo novo e criativo. Atualmente faz parte do clube caiubi de compositores, onde alguns parceiros musicam suas poesias, transformando a experiência de letrista, em um processo novo e criativo.

2 comentários em “Poetas Del Mundo / Lia Helena

  1. SER POETA de FLORBELA ESPANCA

    Ser poeta é ser mais alto, é ser maior
    Do que os homens! Morder como quem beija!
    É ser mendigo e dar como quem seja
    Rei do Reino de Aquém e de Além Dor.

    É ter de mil desejos o esplendor
    E não saber sequer que se deseja!
    É ter cà dentro um astro que flameja
    É ter garras e asas de condor!

    É ter fome, é ter sede de Infinito!
    Por elmo, as manhãs de oiro e de cetim…
    É condensar o mundo num só grito!

    E é amar-te, assim, perdidamente…`
    É seres alma e sangue e vida em mim
    E dizê-lo cantando a toda a gente!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s